top of page

OAB-PB é tema de reportagem como exemplo de representatividade feminina; veja vídeo




A Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Paraíba (OAB-PB), foi tema, nessa terça-feira (02), de reportagem da TV Correio sobre representatividade e conquistas das mulheres. A matéria, veiculada no Jornal da Correia, destaca que a OAB-PB, é referência nos seus espaços de poder, com a diretoria sendo em sua maioria composta por mulheres e o Conselho Seccional paritário.

 

O último senso da OAB, realizado no ano passado, mostrou que as advogadas são maioria no país. As mulheres representam 51% da advocacia brasileira, um cenário histórico que começou a virar só a partir de 2021. São 634 mil mulheres exercendo a profissão de advogada no país. Já na Paraíba os homens representam 55% dos inscritos em situação regular na OAB-PB. 

 

A secretária-geral Adjunta e corregedora-geral da OAB-PB, Larissa Bonates, destaca a mudança de cenário no Brasil e na Paraíba, uma vez que antigamente “os cursos de Direito eram escolhidos eminentemente pelo público masculino”.

 

“Então, a gente já vê uma mudança. Eu sou professora também, a gente tem muitas alunas, mulheres. Na minha sala de aula, a maioria que já estão se submetendo aos exames de ordem são mulheres, e a tendência é que a Paraíba também se iguale ou até ultrapasse nessa proposta de chegar ao nível do Brasil”, comentou.

 

Desde 2020, a OAB adotou a paridade de gênero e Larissa faz parte dessa nova realidade em que as mulheres também passaram a exercer cargos relevantes. “Eu me considero filha da paridade, nossa diretoria é composto por, em sua maioria, mulheres, são três mulheres para dois homens. Nosso conselho é paritário, mas vamos além. As comissões, que são de livre nomeação do nosso presidente, hoje são ocupadas na maioria por mulheres. No total, 61% das comissões são presididas por mulheres”, ressaltou.  

 

A presidente da Comissão da Mulher Advogada da OAB-PB, Ezilda Melo, afirma que felizmente “as situações de preconceito de gênero, apesar de ainda serem muito comuns na atuação das advogadas, seja na sala de aula, seja em fóruns, enfm, no dia a adia, vêm mudando completamente”. 

 

“A Mulher Advogada tem um modo de fazer o direito que é muito especial. Dentro da comissão o que nós queremos mais é tratar sobre o universo profissional, fazer com que essas colegas que tenham alguns desejos, algumas questões muito relacionadas à prática profissional no início da profissão ou em estágios durante a vida, como gravidez ou situações até de velhice, elas tenham algum tipo de amparo, de proteção dentro da OAB-PB, fazendo com que esse lugar da mulher tenha um destaque e também tenha uma proteção da nossa Instituição”, declarou.


O presidente da OAB-PB, Harrison Targino, afirma que a atual gestão vem fazendo história, tendo uma Instituição definitivamente feminina.


“É a consolidação da presença da mulher. Nossa gestão busca sempre garantir o espaço devido a mulher. E essa gestão tem a preocupação muito acentuada de ser a primeira gestão na história que tem mais mulheres na gestão. O Conselho é paritário, a Diretoria tem mais mulheres do que homens. E na diretoria de comissões temos pela primeira vez, na história da OAB, mais mulheres do que homens. Em membros de comissões batemos todos e qualquer recorde de participação feminina. Mulheres que decidem, mulheres que lutam, mulheres que constroem a OAB". enfatizou Harrison Targino.

 

Veja a reportagem na integra no vídeo abaixo





تعليقات


bottom of page