top of page

Conselho Federal aprova contas da OAB-PB referente ao ano de 2022



A Terceira Câmara do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), aprovou, por unanimidade, nessa terça-feira (22), as contas da gestão do presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Paraíba (OAB-PB), Harrison Targino, referente ao exercício financeiro do ano de 2022.


O presidente da OAB-PB, Harrison Targino, comemorou a aprovação das contas de sua gestão e ratificou que existe um compromisso da gestão de cuidar com muito zelo dos recursos da Instituição.


“Nós estamos empenhados neste sentido. Eu, particularmente, só autorizo despesas quando estiver devidamente aferida a economicidade pela Secretaria Geral nos procedimentos normativos próprios e analisados à luz da Tesouraria, segundo as regras pertinentes”, observou.


“Enfim, estou muito feliz em ver reconhecido a austeridade que temos tido na gestão da OAB-PB, cuidando zelosamente pelos recursos da advocacia paraibana, na certeza que ela pertence a todas as advogadas e advogados paraibanos, e deve, por isso, ser muito bem utilizado”, acrescentou Harrison Targino.


A tesoureira da OAB-PB, Leilane Soares, afirmou que a “aprovação das contas do exercício de 2022 pela Terceira Câmara do Conselho Federal da OAB é fruto de um trabalho de muito zelo com as finanças da Seccional, em busca de aprimoramento constante da gestão financeira”.


“Embora tenham ocorrido dificuldades, conseguimos executar o orçamento proposto com excelência. Registro aqui o agradecimento à equipe do financeiro da OAB-PB que nos auxiliou na busca desse resultado. É um trabalho coletivo”, disse.


Já o secretário-geral da OAB-PB, Rodrigo Farias, disse que a aprovação é um justo reconhecimento à boa aplicação dos recursos pela atual gestão.


"Nós estamos seguindo a orientação da Presidência no sentido de ter muito cuidado e o zelo devido com os processos de aquisição e os processos administrativos que dizem com as contas da OAB e o uso de seus recursos, já que temos a consciência de que esses recursos não são de gestão, afinal a OAB-PB não tem dono, é da advocacia paraibana", ratificou.



54 visualizações

Comments


Commenting has been turned off.
bottom of page