Arquitetos apresentam projeto arquitetônico e OAB-PB avança na construção da Cidade da Advocacia


A Diretoria da Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Paraíba (OAB-PB), se reuniu, nessa sexta-feira (11), com os arquitetos Paulo Macedo e Francisco Cabral, responsáveis pelo projeto de construção da Cidade da Advocacia, que integrará, num só local, a sede da OAB-PB, dependências da Caixa de Assistência da Advocacia (CAA-PB), do Tribunal de Ética e Disciplina, e da Escola Superior da Advocacia (Nova ESA).


Participaram da reunião o presidente da OAB-PB, Harrison Targino; a Tesoureira da OAB, Leilane Soares; a Secretária Geral Adjunta, Larissa Bonates; o presidente da CAA-PB, Assis Almeida; o Conselheiro Federal e ex-presidente da OAB-PB, Paulo Maia; e o advogado Carlos Frederico Farias.


O terreno de 6.800 m² fica localizado no bairro do Altiplano, em João Pessoa (PB), e foi adquirido com recursos do Conselho Federal da OAB. Na reunião de hoje, os arquitetos apresentaram o anteprojeto de arquitetura da Cidade da Advocacia, que é um resultante do programa de necessidades, que vem a ser a quantidade e a listagem dos cômodos, ambientes, setores e necessidades de todo o conjunto da obra arquitetônica.


"Esse anteprojeto foi muito recebido. Nós tivemos o sucesso de atender as demandas de todos os órgãos que compõem a cidade da advocacia e agora vamos passar para a próxima fase que será a confecção do projeto legal em busca do alvará de construção da obra", explicou o arquiteto Paulo Germano.


O presidente da OAB-PB, Harrison Targino, ressaltou que a apresentação do anteprojeto arquitetônico é mais um passo importante para a concretização da obra, tão sonhada por toda a advocacia paraibana. "A reunião de hoje deu sequência ao conjunto de atividades necessárias para a construção da Cidade da Advocacia. Ainda falta muito trabalho, mas vamos chegar lá e efetivar o sonho da advocacia da Paraíba, que é unir todos os serviços num só local, num espaço digno, a altura da advocacia Paraíba", declarou.




Em novembro do ano passado, OAB-PB já havia dado um passo importante para a efetivação do projeto, com a obtenção junto a Prefeitura Municipal de João Pessoa da licença ambiental da obra.


Estrutura


A área de expansão da cidade de João Pessoa teve como premissas acomodar, em seu programa de necessidades, todas as atividades oferecidas pelo sistema OAB na Paraíba, de forma a oferecer aos seus usuários espaços integrados que acomodem as demandas institucionais, ofereçam conforto, bem-estar e lazer.


O edifício busca uma integração direta com a cidade, sem muros ou limites físicos, de forma a oferecer acesso direto aos transeuntes e também gentilezas urbanas, ou apenas melhor visibilidade de sua arquitetura para quem passa pelas avenidas onde ele está inserido. Além disso, optou-se por uma arquitetura que valorize parcialmente a transparência das atividades que se desenvolvem no edifício, ideia preconizada pelas melhores práticas das atividades institucionais, onde o objetivo é a integração dos usuários e suas funções para melhor desempenho das atividades institucionais.


O projeto com aproximadamente 4.000,00 m² de área construída acomodará a maioria dos espaços do terreno de 6. 835,21 m² e será dividido em setores que se distribuirão em três pavimentos. No térreo estarão locados os acessos sociais, recepções, foyer, acesso ao auditório e parte da Caixa de Assistência dos Advogados (CAA). No primeiro e segundo pavimento estarão locados, além da CAA, o Tribunal de Ética e Disciplina, a Escola Superior da Advocacia e a OAB-PB.


A Cidade da Advocacia terá também dois pavimentos de estacionamentos, auditório e espaços destinados ao lazer – campo de futebol society, quadras de beach tenis, piscina, respectivos apoios, terraços para contemplação, dentre outros.

123 visualizações