OAB-PB participa de audiência pública da Comissão de Auditoria da votação eletrônica do TRE-PB


O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Paraíba (OAB-PB), Harrison Targino; e o presidente da Comissão de Direito Eleitoral da OAB-PB, Marcio Maranhão, participaram, na manhã desta quarta-feira (21), de audiência pública realizada pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PB) para a divulgação dos procedimentos para realização da auditoria da votação eletrônica das eleições de 2022 no estado.



O evento foi comandado pelo juiz José Ferreira Ramos Júnior, que de presidente da Comissão de auditoria da votação eletrônica do TRE-PB. Além da OAB-PB, também foram convidadas as seguintes entidades fiscalizadoras: Partidos Políticos, Ministério Público, Polícia Federal, Tribunal de Contas da União (TCU), Associação Paraibana de Imprensa (API), Grupamento de Engenharia do Exército Brasileiro e a Assembleia Legislativa.



Inicialmente, o juiz Ferreira Junior agradeceu a presença de todas as entidades fiscalizadora da Comissão na audiência pública. Ele também afirmou que a auditagem mostra a confiabilidade urnas, bem como os procedimentos referentes à segurança do voto eletrônico.


Também participaram da audiência a procuradora regional eleitoral, Acácia Suassuana; e a a secretária da Comissão Nacional de Direito Eleitoral da OAB, Thiciane Carneiro.


“No momento que nós estamos vendo prevalecer a democracia no nosso pais é importante que todas estas entidades estejam juntas da Justiça Eleitoral para mostramos para a população que o processo eleitoral eletrônico é confiável sim, que o eleitor poder ficar tranquilo, ir as urnas, digitar o número do seu candidato, que no final esse voto será computado no final”, declarou Ferreira Junior.



No sábado, 1º de outubro, acontecerá sorteio para a indicação das urnas de diversas cidades do estado, que passarão pela auditagem. Após o sorteio, as urnas serão trazidas para João Pessoa. No dia da eleição, 02 de outubro, a Comissão acompanhará todo o processo eleitoral direto de uma central instalada pelo TRE-PB no Espaço Cultural na Capital.


O presidente da OAB-PB, Harrison Targino, afirmou que Justiça eleitoral tem dado exemplo de transparência, aberta a qualquer tipo de auditoria, sobretudo nas urnas eletrônicas. Ele também eogiou a postura do juiz Ferreira Junior “pela capacidade de articulação, diálogo, o que possibilita cada vez mais o aperfeiçoamento dos procedimentos da Justiça eleitoral”. “A OAB reitera total confiança no processo eleitoral e nas urnas eletrônicas”, afirmou.

37 visualizações