Comissão da OAB-PB participa de formação de inspetores de Escolas da rede de ensino Municipal



A Comissão de Conciliação, Mediação e Arbitragem da Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Paraíba (OAB-PB), participou, nos dias 27, 30 e 31 de agosto, da formação de inspetores da unidades de ensino e CREIS do município de João Pessoa.


A formação marca o retorno das aulas nas escolas municipais, onde se fez necessário esse momento de diálogo e capacitação destes profissionais. A capacitação contou com a presença de 300 inspetores escolares, sendo divididos em dois turnos e, seguindo todos os protocolos de segurança devido a pandemia do SARS Covid 19.


Na oportunidade, a presidente da Comissão, Tatianne Lacerda e a vice-presidente Silvana Vasconcelos ministraram palestra sobre comunicação não violenta e sobre conflito, respectivamente.


Participaram da formação, as professoras Nilcione Maciel, Adilsa Gadelha e Andrea Sobreira que alaram sobre os protocolos de segurança na volta às aulas.




Pelo segundo ano, a Comissão de Conciliação e Arbitragem é convidada a participar da formação dos profissionais da rede de ensino municipal.


Os temas abordados auxiliam os profissionais a entenderem o que é o Conflito, como identificar as reações e como essas atitudes se materializam nas ações das crianças e adolescentes no ambiente escolar. A formação tem, ainda, como objetivo aprimorar a modo de comunicação dos profissionais, tendo em vista suas atribuições na escola onde, dentre outras, matem um diálogo constante com os alunos.


A professora Adilsa Gadelha ressaltou a importância de formações e a parceria com a OAB/PB, onde os profissionais que atuam nas escolas têm acesso a informações que auxiliam no desenvolvimento de suas funções profissionais e sua vida pessoal.


Para a presidente da Comissão, Tatianne Lacerda essas formações e parcerias contribuem para disseminação da cultura da Pacificação Social, em razão dos problemas enfrentados pela comunidade escolar, tais como, violência, bullying. “Explicar o que é conflitos, o modo que ele surge e, intensificando a forma de comunicação efetiva entre profissionais e alunos, contribuem para o desenvolvimento dos alunos e dos profissionais da educação", pontuou.



18 visualizações